Recent Posts

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

O amor - (Por V.P.M)

O que eu penso sobre o “amor”.

Sim! Sou eu mesmo quem escrevo.

Hoje não vou postar nada que tenha lido ou que tenha ouvido, vou apenas expressar o que penso sobre este tão questionável sentimento.

Mas será mesmo sentimento?

Penso que o “amor” nada mais é do que convencimento, você se convence que ama a tal ponto que é capaz de convencer o outro, e ambos vivem nesta doce ilusão.

Já dizia meu poeta favorito nestes casos.

“O nosso amor a gente inventa, pra se distrair e quando acaba a gente pensa que ele nunca existiu”- Cazuza

Se você está determinado leva adiante, se não se convence que não vai dar certo e que os defeitos sobrepõe as qualidades.

Quando o contrário, você está tão determinado e engajado em ter alguém ao seu lado que a luta diária para manter-se unidos torna-se uma batalha constante de convencimento, você passa o tempo se convencendo que tudo vai dar certo, que as diferenças são importantes, bufa, respira fundo, sussurra no travesseiro, mas não desiste.

O processo de separação é também puro convencimento, se convence de que tentou e fez o possível e impossível, mas que realmente não vai dar certo.

Quem então discordar quando digo que amor é convencimento?

Pense...
E preste mais atenção em você!

3 comentários:

Pedro Lians disse...

nossa que saudades nos longos papos.

Fiquei feliz por me enviar seu novo endreço.

Um grande beijo
Pedro H. Lians

Sil Drabeski disse...

Interessante!! Pode ser também convencimento, mas não só isso!!

Viviane Prado disse...

Sil...
Minha cunha apaixonada, vocês dois perderam a racionalidade!

Claro que não é só isso, porque não seria mágico!

Isso é um pensamento lógico de alguém que não está apaixonada no momento!!!

Rs.
Beijinhos